Domingo, 28 de Fevereiro de 2010

Um diabo à solta chamado Di Maria

Um Benfica forte e moralizado, que não sentiu grandes problemas para vencer em Matosinhos, um Leixões que a cada jornada que passa, parece caminhar para o abismo. Três jogos de Castro Santos no comando na equipa, sem quais queres melhorias. Um empate (na estreia) e duas derrotas seguidas. A de ontem foi bem pesada : 4-0 !!! O grande culpado foi o benjamim da Luz : Di Maria. O Benfica podia ter construído um resultado mais dilatado, várias foram as ocasiões de golo desperdiçadas pelos encarnados.

 

O argentino Di Maria atravessa a sua melhor fase desde que chegou ao futebol português. Marcou quatro golos, que teriam resultado num " poker ", caso um deles não tivesse sido mal anulado. Portanto só três deles contaram (hat-trick). Éder Luís abriu (estreou-se a marcar) caminho a mais um triunfo fácil e folgado, quando apontou o primeiro de quatro golos, ainda na primeira parte aos 28 minutos, com alguma sorte à mistura. O remate desferido pelo brasileiro desviou num defesa e enganou o guarda-redes Diego. A equipa de Jorge Jesus juntou o útil ao agradável : além de ter ganho, rubricou mais uma boa exibição. Tal com já havia feito na última partida na Luz, diante do Hertha em jogo da Liga Europa.

 

O encarnados entraram em campo sabendo do triunfo caseiro do Braga frente ao Olhanense por 3-1, no entanto, não acusaram a pressão. A equipa entrou bem, forte e decidida a resolver a partida, que lhes colocaria de novo no topo da prova, com mais um ponto que os arsenalistas em caso de vitória. Frente a um adversário frágil e quase sempre apático, a equipa de Jorge Jesus foi quem mandou no jogo do primeiro ao último minuto. O Leixões foi quase sempre inofensivo. E desta vez não teve a sorte, que lhe tinha acompanhado à duas jornadas atrás, quando impôs um empate ao campeão nacional Porto.

 

Foram raras as vezes em que a linha defensiva das águias teve de se aplicar, inclusive o seu guarda-redes. Um Leixões muito macio, que não conseguiu impedir a superioridade encarnada que se fez sentir no estádio do Mar. Principalmente na segunda metade. Período de tempo em que Di Maria apareceu no jogo de forma endiabrada, e arrumou de vez com a questão do vencedor.

 

Surpreendente, foi o onze inicial lançado por Jorge Jesus. Com a ausência de Javi Garcia (dois jogos de castigo), esperava-se que fosse Rubem Amorim o escolhido para render o espanhol, porém, foi o brasileiro Airton quem ocopou a posição seis. Uma das apostas do Benfica no mercado de inverno. Que se estreou logo como titular, e deixou boas indicações até ao momento em que foi substituido. O médio canarinho esteve soberbo em termos posicionais e de passe. Outra das surpresas foi inclusão de Éder Luís, em deterimento de Pablo Aimar.

 

O Benfica, tal como o Braga, cumpriram os serviços mínimos, ganharam os respectivos jogos, e vão ficar hoje à espera do resultado final do jogo grande da ronada : o clássico Sporting - Porto. As duas equipa estão obrigada a ganhar. O Sporting para recuperar a quarta posição (objectivo traçado pelo seu presidente) e o Porto para encurtar as distâncias na luta pelo título. 

tags:

publicado por andre--- às 14:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 27 de Fevereiro de 2010

As escolhas de Carlos Queiroz

Ontem foi divulgada a lista de convocados da selecção nacional para o jogo de carácter particular a disputar na próxima quarta-feira diante da formação asiática da China, com vista à preparação para o Mundial de 2010 a realizar na África do Sul.

 

A principal novidade foi a chamada do jogador do Porto Silvestre Varela. E eu pergunto : então e o Ruben Micael, o Fábio Coentrão, o João Pereira, o Hugo Viana, o Emídio Rafael ou o César Peixoto. É melhor ficar por aqui, pois a lista de possíveis convocados é bem extensa.

 

Não são neste tipo de jogos, que se devem fazer as tais experiências, e lançar novos jogadores, para quem sabe, mais tarde, se se justificar, vir a apostar neles. Haveria assim tanta necessidade de convocar os jogadores que fazem parte do núcleo duro da equipa, e que de certeza irão estar em África. Ou jogadores como : o Hilário ou o Paulo Ferreira, que pouco ou nada têm jogado esta temporada.

 

São este tipo de opções que dão que falar, e claro, suscitam as tais críticas na imprensa, que muitas das vezes os seleccionadores não gostam muito. E depois, dão se os tais desentendimentos em aeroportos, como foi o caso bem recente. Bem presente na memória de muitos. Queiroz continua a deixar muito a desejar !!!  

 

Aqui fica a convocatória :

 

Atlético Madrid: Simão Sabrosa e Tiago;
Chelsea: Hilário, Paulo Ferreira e Ricardo Carvalho;
Málaga: Duda;
Manchester United: Nani;
FC Porto: Bruno Alves, Raul Meireles, Rolando e Varela;
Real Madrid: Cristiano Ronaldo;
Sporting: Liedson e Pedro Mendes;
Sp. Braga: Eduardo;
Valência: Miguel; Werder Bremen: Hugo Almeida.


publicado por andre--- às 14:30
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

O leão voltou a rugir

Bom, primeiro que tudo, tenho de dizer que o jogo de ontem entre o Sporting e o Everton, que terminou com o triunfo dos leões por claros 3-0 (Veloso, Mendes e Fernandez), e a consequente passagem aos oitavos-de-final (o Atlético de Marid é o próximo adversário) da Liga Europa, deixou-me bastante surpreendido, por duas razões. A primeira, como não podia deixar de ser, pela forma com a equipa inglesa foi jogar a Alvalade, claramente para o empate. Com uma atitude bem diferente dos últimos jogos, tentando defender a curta vantagem que trazia de Liverpool que era de apenas um golo. Este tipo de estratégia raramente resulta. E, quando a equipa tentou correr atrás do prejuízo, (perdia por 1-0) já era tarde demais.

 

A segunda razão, foi a magnífica exibição da equipa de Carlos Carvalhal, que em pouco menos de 24 horas, passou de besta a bestial. Foi uma noite perfeita do leão. Resultado mais que do que justo, coroado com a melhor exibição da temporada, e a passagem aos oitavos-de-final, que no fim de contas era o mais importante. Pedro Mendes foi a chave do sucesso. Um autêntico pêndulo da linha média do conjunto português. O melhor jogador em campo, e o autor do segundo golo do desafio. Yannick Djálo, que foi lançado de início, não marcou (esteve perto), mas foi muito importante no ataque leonino, graças à sua mobilidade. Foi uma espécie de abre-latas, pela forma como foi conseguindo romper a defesa dos visitantes, baralhando as marcações e deixando espaço para os elementos da sua equipa.

 

Os primeiros minutos do desafio rapidamente mostraram um Sporting diferente do habitual. Uma equipa empenhada, concentrada e, acima de tudo, confiante. Acreditando de que podia ultrapassar aquela série negra, vencer o jogo, e seguir em frente na única prova onde ainda tem algumas aspirações : a Liga Europa. Já o Everton, foi uma formação totalmente diferente daquela que tinha vencido na primeira mão em Goodison Park por 2-1. Ou que nesse mesmo estádio, já tinha batido o Chelsea e na última jornada da Premier League, o campeão em título Manchester United.

 

A estratégia defensiva, e de não arriscar o que quer que fosse, estava tão definida, que os toffees, só no segundo tempo é que fizeram o primeiro remate à baliza de Rui Patrício. O Sporting deixou um sério aviso à equipa de David Moyes nos primeiros 45 minutos, de que mais cedo ou mais tarde iria chegar ao golo. Golo esse, apontado por Miguel Veloso aos 64 minutos. Foi a partir desse momento que os ingleses acordaram. Mas como se costuma dizer : acordaram tarde. Aquela era a noite do Sporting. O Everton tentou várias vezes chegar ao golo que lhe permitia disputar o prolongamento. Andou lá perto, mas Patrício negou a única ocasião flagrante de golo que a equipa de Saha dispôs em todo o encontro, com uma boa intervenção. Jogo directo era quase sempre o método escolhido pelo opositor.

 

Foi com o novo director desportivo do Sporting, Costinha, a presenciar o jogo em Alvalade, que a equipa colocou um ponto final naquele ciclo terrível de resultados (sete jogos sem ganhar). Uma das piores fases (se a equipa não tem ganho ontem, alcançava a pior de sempre) da história do clube. Graças a ela, o Sporting ficou arredado da luta pela Liga, e ainda foi eliminado na Taça de Portugal, e mais tarde, da Taça da Liga. Portanto, o encontro de ontem era de extrema importância, ao contrário do que disse Carlos Carvalhal na conferência de imprensa que antecedeu o duelo entre portugueses e ingleses. O bom desempenho do conjunto leonino, diante do Everton, poderá ser um tónico importante para o jogo do próximo domingo em Alvalade, que vai colocar frente-a-frente o Sporting e o Porto. 

tags:

publicado por andre--- às 17:44
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

Um erro enorme

Ainda hoje me pergunto a mim mesmo, como é que um treinador de futebol foi capaz de dispensar um jogador de enorme qualidade como é o caso de Lúcio (jogador do Inter). O defesa central brasileiro, foi apanhado de surpresa, com a sua dispensa do clube alemão do Bayern de Munique na pré época de 2009. O atleta canarinho disputava a Taça das Confederações no ano passado (competição que antecede o Mundial de futebol), quando ficou a saber que o treinador holandês Van Gaal, não contava com ele.

 

Quem não gostou muito da decisão, foi o alemão Franz Beckenbauer, presidente do clube na altura. O clube ainda tentou evitar a saída do jogador, mas já era tarde. Lúcio estava a caminho do Inter de José Mourinho. O técnico português tinha pedido a Massimo Moratti (presidente do Inter) um defesa central, e a escolha recaiu no defesa sul americano. Há vários anos que acho este jogador um dos melhores do mundo na sua posição.

 

Titular indiscutível na selecção brasileira comandada por Dunga, Lúcio tem se destacado na sua primeira temporada em Itália ao serviço do conjunto italiano. Ontem, por exemplo, fez mais uma exibição de encher o olho. Claramente um dos melhores jogadores em campo. Começa a ser uma das peças fundamentais da formação italiana versão 09/10.

 

Alto, forte e robusto, Lúcio é um jogador difícil de ultrapassar. Além de ser rápido, e determinante nas bolas paradas, é quase sempre imbatível em termos posicionais. Consegue ter muitas vezes a leitura exacta do movimento do adversário. O que lhe permite ganhar vezes sem conta os lances em antecipação. Dispensar Lúcio do plantel do Bayern de Munique, foi sem margem para dúvidas, umas das piores decisões de sempre da já longa carreira do técnico holandês Louis Van Gaal.

 

Apesar dos seus 31 anos, acredito que o ex jogador do Bayern de Leverkusen e do Bayern de Munique, possa jogar ao mais alto nível pelo menos mais umas duas ou três temporadas, em Itália, ou em qualquer outro país. Contando que o próprio não venha a ter grandes problemas com lesões. Um defesa central fantástico, e mais uma vez digo : um dos melhores do mundo, sem qualquer dúvida !!! Presença quase cem por cento garantida no próximo Campeonato do Mundo. Aposta ganha do clube italiano !!!

tags:

publicado por andre--- às 17:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

.links

origem
Directorio de Blogs Portugueses
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
online
blogs SAPO

.subscrever feeds