Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

Oportunismo de Falcao evitou surpresa

COLOMBIANO SALTOU DO BANCO PARA RESOLVER

 

TAÇA DE PORTUGAL - 4ª ELIMINATÓRIA

 

MOREIRENSE - PORTO

 

Apesar do Porto ter seguido em frente na Taça de Portugal, o resultado, escasso, mínimo, de um 1-0, não deixa de ser surpreendente. O Moreirense milita na Liga de Honra, a conhecida liga Orangina, e é claramente um adversário bem mais inferior, no entanto, dentro do campo, a superioridade do Porto não foi assim tão evidente. Falcao, que estava no banco de suplentes foi obrigada a entrar na segunda parte e marcou o único golo do encontro à passagem do minuto 75. Walter lançado de início por André Villas-Boas passou ao lado do encontro, mostrando que está longe de ser, para já, uma alternativa à altura do goleador sul americano.

 

Pela forma com que se bateu, por tudo o que fez no seu terreno, motivado pelos seis mil espectadores que não quiseram perder esta eliminatória, a formação orientada pelo antigo atacante do Gil Vicente, Casquilha (que tem feito uma carreira interessante como treinador) merecia pelo menos forçar o prolongamento. Caso a equipa de arbitragem não tivesse invalidado (mal) um golo a Antchouet (velho conhecido do futebol português) já no final da primeira parte, o jogo teria sido decidido no tempo extra, ou quem sabe nas grandes penalidades. O Moreirense pela forma guerreira com que enfrentou o Porto merecia ir mais além dos 90 minutos.

 

Sem Álvaro Pereira, Fernando, Varela e Falcao, o Porto teve grande dificuldades para fazer fluir o seu futebol, e criar várias oportunidades de golo nos primeiros 15/20 minutos, algo que acontece sempre com grande frequência. Demérito do Porto que não esteve numa noite inspirada, isso é inegável, mas também, por mérito do Moreirense que complicou ao máximo a vida ao detentor do troféu. Os azuis-e-brancos só nos últimos cinco minutos da primeira parte é que criaram verdadeiro perigo. No segundo tempo o Porto melhorou bastante e conseguiu ser bem mais perigoso - começava a dar ideia de que o golo ia aparecer minutos menos minuto. Um remate fantástico de Belluschi, desviado para a barra pelo guarda-redes da casa, foi aproveitado por Falcao, que conseguiu ser mais rápido e oportuno que a concorrência, e com um desvio fez o golo da vitória.

tags:

publicado por andre--- às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

.links

origem
Directorio de Blogs Portugueses
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
online
blogs SAPO

.subscrever feeds