Domingo, 18 de Outubro de 2009

A festa da Taça

A primeira grande surpresa veio de Valença do Minho. O Valenciano que milita na terceira divisão, afastou o Olhanense de Jorge Costa, após grandes penalidades (4-2). Depois de uma igualdade a um golo nos 120 minutos de jogo. Quatro derrotas consecutivas para os Algarvios. Sporting, Braga, Porto e Valenciano. Houve Taça em Valença do Minho. A época passada a formação de Olhão também foi eliminada no desempate por penalties. Em casa perante o Valdevez.

 

O Benfica mesmo sem alguns dos seus principais titulares regressou ás goleadas. Seis golos sem resposta em Torres Novas, diante do Monsanto (equipa da segunda divisão). Felipe Menezes abriu caminho ao triunfo dos encarnados. Fábio Coentrão fechou a contagem em cima do minuto 90. Carlos Martins foi o grande destaque do jogo, marcou por duas vezes. Três golos em dois jogos. César Peixoto e Saviola também deixaram a sua marca. Menezes, Peixoto e Coentrão marcaram pela primeira vez com a camisola encarnada. Mantorras e Miguel Vítor estrearam-se em jogos oficiais esta temporada. A resistência da equipa da casa durou quase meia hora. Depois apareceu Felipe Menezes. Bela jogada individual do Brasileiro, que arrancou na linha do meio campo, deixou para trás vários adversários e disparou para o primeiro. O resultado acabou por ser exagerado. O Monsanto deixou uma boa imagem. Dia de festa para a região !!!

 

 

Um filme já visto. A frase encaixa que nem uma luva quando falamos do Porto - Sertanense. Dois velhos conhecidos. Uma espécie de clássico da prova. Pela terceiro ano consecutivo, o Porto venceu a equipa da segunda divisão, por 4-0. E sempre com um bis do Argentino Farias. O marcador de serviço da equipa na competição. Hulk também bisou. Em pouco menos de 10 minutos a eliminatória ficou decidida. O Porto chegou ao 2-0 e os visitantes ficaram reduzidos a 10 elementos. Sérgio Oliveira de 17 anos o único dos oito Juniores que foi titular, tornou-se no mais jovem de sempre a participar num desafio oficial com a camisola azul e branca. O jogo ficou ainda marcado por outras estreias : sistema táctico diferente do Habitual, com 3 defesas ; os primeiros minutos de Beto, Maicon, Nuno André Coelho e Prediguer.

tags:

publicado por andre--- às 14:37
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De desportubol a 18 de Outubro de 2009 às 20:31
É verdade, o Valenciano acaba por ser a grande surpresa desta eliminatória. Já o Olhanense, tem tido azar com equipas minhotas.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds