Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Saviola decidiu o clássico

Um golo do avançado Argentino Javier Saviola aos 23 minutos do primeiro tempo, sétimo na Liga Sagres, deu o triunfo ao Benfica, naquele que foi o último clássico da década. Triunfo esse, que permitiu aos encarnados igualarem o Sporting de Braga na liderança da prova com 33 pontos. Mais longe do primeiro lugar ficou o campeão nacional Porto. Com a derrota de ontem à noite, ficou a quatro pontos dos lideres.

 

Além da derrota, os azuis e brancos ficaram sem Sapunaru e Hulk, para as próximas jornada da Liga, que só regressa em 2010. Os dois jogadores foram expulsos no túnel de acesso aos balneários, depois de se terem envolvido em agressões com um dos seguranças do estádio. É o que a comunicação social adianta. Os responsáveis encarnados garantem ter imagens das agressões dos atletas do Porto.

 

O triunfo encarnado marcou o regresso do Benfica ás vitórias na Luz diante do Porto. Algo que já não acontecia desde de Fevereiro de 2006. Na altura os encarnados também não conseguiram marcar mais do que um golo. Laurent Robert, jogador Francês, decidiu o clássico, graças a um pontapé livre do meio da rua, com muitas culpas para Vítor Baía, guarda redes titular nesse encontro.

 

Não foi um grande jogo de futebol. Ninguém esperava que fosse. Principalmente pelas condições atmosféricas e pelo estado lastimável do relvado da Luz. Este tipo de jogos também costumam ser demasiado tácticos, e por vezes chegam a tornar-se desinteressantes, ontem não foi o caso. Não foi dos melhores clássicos, mas, também não foi dos piores. O estado do relvado, e a intensa chuva que caíu, acabaram por condicionar o jogo.

 

Os dois treinadores reservaram algumas surpresas em relação aos onzes iniciais. No lado do Porto, a grande surpresa foi a inclusão do Colombiano Guarín, juntando-se a Fernando e Meireles. Varela começou no banco, Rodriguez e Hulk fizeram companhia a Falcao. Álvaro pereira voltou a ocupar o lado esquerdo da defensiva.

 

No lado do Benfica, Jorge Jesus tinha reservado a maior surpresa da noite. Urreta, jovem Uruguaio, que practicamente não tem jogado esta temporada, surgiu no lado esquerdo do losango encarnado. Ocupando a vaga deixada pelo Argentino Di Maria, castigado, após a expulsão em Olhão. Coentrão também castigado era carta fora do baralho. Pensou-se em César Peixoto, no entanto para surpresa de todos, o escolhido foi mesmo Uerrta.

 

Aimar que nem no banco de suplentes se sentou, foi rendido por Carlos Martins. Ramires que esteve em dúvida, recuperou e foi titular. No eixo da defesa surgiram algumas dúvidas, que não passaram disso mesmo. Luisão e David Luiz formaram a habitual dulpa de centrais. O resto foram as opções do costume.

 

A primeira parte do clássico pertenceu unica e exclusivamente ao Benfica. Que foi quem tomou as rédeas do jogo logo nos instantes iniciais. Foi sempre a equipa mais perigosa nesse período de tempo. Teve sempre mais bola, mais iniciativa. E, foi quem dispôs das melhores opotunidades. O Porto puro e simplesmente não existia.

 

A equipa da casa esteve claramente por cima dos acontecimentos. E, como tal, foi com alguma naturalidade e justiça que chegou ao golo. Jogada de insistência do Benfica, concluída por Saviola. Depois de um passe/alívio de david Luiz para a área portista, onde apareceu o Argentino a finalizar. Antes do golo, Álvaro Pereira já tinha impedido que a equipa da casa inaugurasse o marcador, com um corte em cima da linha de golo.

 

Para o segundo tempo, Jesualdo Ferreira decidiu retirar Guarín e lançou Silverstre Varela. Mas, apesar de algumas melhorias, o Benfica nunca perdeu o discernimento e teve o jogo quase sempre controlado. Tirando uma ou outra situação. Como por exemplo os pontapés de meia distância de Álvaro Pereira e de Meireles. As oportunidades de golo eram escassas para os azuis e brancos. As melhores oportunidades pertenceram quase sempre aos encarnados. César Peixoto, David Luiz e Cardozo, estiveram perto de ampliar a vantagem. 

 

Sem ter influenciado o resultado, o juiz da partida : Lucílio Baptista ; voltou a demonstrar que não tem estado à altura de jogos desta importância e dimensão. Como já disse, e volto a dizer, não teve influência, mas acabou por ter errado em vários lances.

 

Uma palavra para Jesualdo Ferreira que voltou a inventar, passo o termo. A opção Guarín, já foi testada várias vezes e, na maioria delas sem grandes resultados. É quase impossível um meio campo ter alguma criatividade, imaginação, com Fernando, Meireles e Guarín. Sinal meno para Jesualdo.

 

Já Jorge Jesus, também arriscou com a inclusão de Urreta. Só que ao contrário do seu adversário, foi mais feliz. Não é que o sul americano tenha feito o jogo da vida dele, mas não defrauldou as expectativas. Bateu-se bem. Mostrou que pode ser um elemento válido para uma segunda linha.

 

Triunfo mais que justo do Benfica. Que foi sem dúvida nenhuma a melhor equipa. Em 2010 há mais !!! 

tags:

publicado por andre--- às 17:44
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds