Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Como nos bons velhos tempos

Foi uma espécie de dois em um. O Benfica além de ter regressado às goleadas, (4-0 diante o Hertha de Berlim) também fez questão de brindar os cerca de 30 mil espectadores que se deslocaram ao recinto encarnado, com mais uma magnifica exibição. Quatro golos sem resposta no Estádio da Luz (ontem à tarde), colocaram os encarnados nos oitavos-de-final da Liga Europa.

 

Di Maria desta vez não marcou, mas foi decisivo. O internacional argentino foi o melhor jogador em campo. O número 20 da equipa da Luz, esteve nos quatro golos (duas assistências). Golos esses, apontados por Aimar, Cardozo (que bisou) e pelo espanhol Javi Garcia. Marselha (em vantagem) ou Copenhaga, um deles será o próximo adversário do Benfica na competição.

 

Este, foi um desafio histórico para a formação portuguesa. O Benfica passou a fazer parte de um lote restrito de equipas que já somaram 150 triunfos nas provas europeias. Os encarnados com os quatro golos de ontem, ficaram apenas a outros quatro, do Benfica mais concretizador de sempre no que diz respeito às provas europeias. O melhor registo de sempre da equipa a nível de golos nas provas da UEFA, foi alcançado na época de 64/65 (foram apontados 27 golos). O Benfica actual passou a ser o quarto melhor de sempre com 23 golos.

 

É certo que uma equipa de futebol é composta por 11 unidades, no entanto, à sempre dois ou três que jogadores que fazem a diferença. Ontem, houve um tridente à solta no estádio da Luz. Aimar, Di Maria e Saviola, foram os principais responsáveis pela enorme exibição (o opositor era claramente inferior) e pelo número de golos marcados, ou até desperdiçados. Foi graças a este tridente que os encarnados começaram a construir mais um triunfo justo e muito fácil.

 

Claramente inferiores, os alemães do Hertha de Berlim, lanterna vermelha da Bundesliga, foram incapazes de suster o vendaval de futebol encarnado que se abateu no Estádio da Luz. Foram quatro, mas podiam ter sido muitos mais. Ontem, o Benfica até poderia ter construído uma resultado histórico. A eliminatória só não ficou decidida nos primeiros 45 minutos, devido aos falhanços escandalosos do sector ofensivo da equipa de Jorge Jesus. O resultado de 1-0 ao intervalo, não condizia em nada com o que se tinha vislumbrado no relvado da Luz. Nem o granizo que caiu, foi suficiente para travar a avalanche de futebol ofensivo do conjunto encarnado.

 

O segundo tempo trouxe um Benfica mais concretizador. Cardozo entrou em cena e bisou no encontro, pelo meio houve tempo para Javi Garica marcar, desta vez na baliza certa. O Benfica dava espectáculo diante um Hertha de Berlim que aos poucos se começava a render à superioridade do adversário. O técnico alemão antes da partida, fez questão de dizer que acreditava que a sua equipa ia marcar. Porém, o seu conjunto foi quase sempre inofensivo.

 

Este foi certamente um dos encontros mais tranquilos e descansados da carreira do guarda-redes brasileiro Júlio César. O Benfica cumpria com a sua obrigação. Ganhava com toda justiça, jogando bom futebol e, passando à próxima fase. Redimindo-se assim, da péssima exibição da primeira mão realizada em Berlim. Destaque ainda para o " rei Eusébio ", que foi distinguido pelo presidente da UEFA, Michel Plantini, com o prémio " President’s Award”, no intervalo do desafio. 

tags:

publicado por andre--- às 17:38
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Proxima Jornada a 25 de Fevereiro de 2010 às 09:10
O Di Maria é simplesmente fenomenal... é sem dúvida o meu jogador preferido dos últimos anos, a jogar no futebol português...

Saudações

http://www.proximajornada.com


De Bruno Ribeiro a 25 de Fevereiro de 2010 às 15:05
aceito a troca de links :)

http://pensofutebol.blogspot.com


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds