Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Pesadelo em alvalade

Pesadelo eh uma das muitas palavras que servem para descrever aquilo que se passou ontem ah noite em pleno estadio de alvalade, cinco minutos apenas, serviram para os dinamarqueses levarem na bagagem tres preciosos pontos, portugal jogava, dominava, controlava, mas ia desperdicando oportunidades flagrantes, a dinamarca esteve sempre na espreita e quando decidiu entrar em accao nao facilitou e em cinco apenas cinco minutos conseguiu o inpensavel, fez tres golos e conseguiu a vitoria, 3-2 foi o resultado final.

As duas seleccoes vinham de dois resultados diferentes, portugal tinha goleado fora de casa malta por claros 4-0, enquanto que a equipa nordica vinha de um empate a zero na hungria, carlos queiroz fez duas alteracoes em relacao ao onze anterior, tirou antunes do lado esquerdo da defesa e lancou paulo ferreira, e no meio campo apostou em maniche retirando carlos martins. A dinamarca surpreendeu no arranque da partida, entrou forte apostando num futebol ofensivo criando alguns problemas ah defensiva portuguesa nos instantes iniciais, e logo ah passagem do primeiro minuto podia ter se adiantado no marcador, bendtner avancado do arsenal apareceu isolado, conseguiu ultrapassar quim e rematou ah baliza, no entanto o angulo era dificil e o melhor que o atacante dinamarques conseguiu foi acertar nas malhas laterais, portugal respondeu com paulo ferreira, o lateral do chelsea subiu pelo flanco esquerdo e com um remate de pe direito obrigou andersen a fazer uma boa defesa, pouco tempo depois foi a vez de maniche testar o guarda redes visitante, passe de deco e o medio do atletico de madrid a rematar de fora da area proporcionando uma defesa compliaca a andersen.

A dinamarca voltou a estar perto do golo aos 22 minutos, na sequencia de um livre, a bola resaltou para andreasen e este de fora da area rematou com a bola a desviar em raul meireles, quase a trair quim que com o pe esquerdo evitou mais uma vez que os homens de branco chegassem ao golo, deco voltou ah aprecer e respondeu com uma boa jogada individual, seguida de um remate que passou ao lado, de salientar a atitude das duas equipas, a procurarem sempre o golo.

O primeiro golo chegou ao minuto 41 depois de uma brilhante jogada, deco  deixou em simao que encontrou paulo ferreira, o lateral portugues fez o passe para hugo almeida que apareceu na esquerda e o ponta de lanca a servir nani no interior da area, que apareceu a empurrar para o fundo das redes, inaugurando marcador em alvalade.

A segunda parte trouxe quatro golos e varias perdidas de portugal, a primeira ao minuto 52 isolado por hugo almeida o capitao simao atirou por cima da barra, logo de seguida foi nani, o extremo portugues a receber ja no interior da area a deixar para tras um defesa nordico, com o remate a sair fraco e ah figura do guardiao visitante.

Mais duas oportunidades flagrantes, pouco tempo depois de ter entrado em campo danny isolou se gracas a mais um passe fabuloso de deco mas atirou ligeiramento ao lado de andersen, nuno gomes que tambem havia entrado tambem desperdicou logo de seguida, cruzamento no lado direito com o atacante portugues ah atirar por cima da barra, por esta altura portugal ja podia e devia ter arrumado com a partida, quatro oportunidades excelentes, deco ia dando um resital de bom futebol.

Aos 83 minutos a dinamarca decidiu entrar em accao e nao deu facilidades, bendtner surgiu pela esquerda, deixou bosingwa para tras e de pe direito com um remate rasteiro e em arco fez o golo do empate e gelou alvalade, mas os dinamarqueses nao tiveram tempo sequer para festejar, dois minutos depois portugal voltou a elevar a contagem, nuno gomes a ser carregado na area, grande penalidade que deco nao desperdicou.

Aos 90 minutos a dinamarca voltou a fazer estragos, pontape de canto na esquerda e o medio da juventus, poulsen de cabeca a fazer o empate, estavamos ja no periodo de descontos quando daniel jensen apareceu a rematar de fora da area com a bola a desviar em pepe acabando por trair quim, os dinamarqueses chegavam ao golo, e pela primeira vez na partida colocavam se na frente do marcador, e assim terminaram, portugal teve oportunidades mais que suficientes para vencer a partida, no futebol por vezes acontecem estas situacoes, quem nao marca sofre, a historia repetiu se mais uma vez, quem viu este jogo teve a portunidade de assistir a uma grande partida de futebol, futebol ofensivo, jogo de para de resposta, e o grande e merecido destaque individual para deco, que teve uma actuacao deslumbrante.

   

  

tags:

publicado por andre--- às 15:22
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds