Terça-feira, 6 de Abril de 2010

Estofo de campeão

LIGA SAGRES - 25ª JORNADA

 

NAVAL - BENFICA

 

Ontem à noite, no Bento Pessoa (palco da Naval), o Benfica mostrou estofo de campeão (superou o susto inicial). E, pela primeira vez esta temporada, virou um resultado na Liga. Já o tinha feito nos últimos dois jogos da Liga Europa. Ontem, conseguiu a cambalhota no marcador aos 38 minutos, período do jogo em que apontou o seu terceiro golo no desafio. A entrada dos encarnados no jogo da Figueira, com uma enchente nas bancadas (onda vermelha), foi um autêntico pesadelo.

 

O Benfica de Jorge Jesus sofreu dois golos em apenas doze minutos. Mas, aos 18, já tinha chegado ao empate. Com um bis do regressado Weldon. Apostada de Jesus para render Saviola. Aos 38 minutos, Di Maria colocava o Benfica em vantagem. No segundo tempo, Cardozo apontava o quarto (55 minutos), o seu vigésimo na prova, e igualava Falcao. O Benfica matava o jogo com o quarto tento. Foram quatro, mas podiam ter sido mais. Fábio Júnior e Bolívia colocaram a Naval na Frente, mas os figueirenses não conseguiram segurar a vantagem de 2-0.

 

O inicio do jogo que fechou a ronda (25) na Figueira entre a equipa da casa : a Naval e o Benfica, foi diabólico e deveras surpreendente. As surpresas começaram logo antes do apito inicial com a inclusão do brasileiro Weldon no onze encarnado. Jogador que arrancou a temporada em bom plano, mas depois foi perdendo algum terreno. Luisão recuperava e jogava ao lado de David Luiz. As surpresas continuavam, com a postura inicial da Naval. Uma abordagem ao jogo totalmente diferente daquela que a equipa nos foi habituando ao longo da prova.

 

Uma equipa demasiado defensiva, que passava a maior parte do tempo a jogar de forma defensiva. Eu, que tenho sido um dos grandes críticos, tenho de dar a mão à palmatória, como se costuma dizer, porque ontem, a Naval, foi tudo menos uma equipa defensiva. E a forma surpreendente como entrou no jogo, acabou por surpreender a formação encarnada, que esperava tudo menos uma equipa ofensiva. O Benfica entrou de forma relaxada e podia ter complicado as contas do campeonato a cinco jornadas do fim.

 

A Naval, com a permanência quase assegurada (29 pontos) e sem nada a perder, entrou de forma descomplexada e ao ataque. Soube aproveitar as fragilidades defensivas do Benfica e chegou ao 2-0 com alguma facilidade, quando o relógio ainda só tinha marcado 12 minutos. Impensável. Primeiro por Fábio Júnior, que com um trabalho individual, que sobre o lado esquerdo, com Quim pela frente, colocou-lhe a bola por entre as pernas. Estávamos com dois minutos jogados, e a Naval já estava em desvantagem. Aos 12, foi Bolívia, a responder bem a mais um belo trabalho individual de Fábio Júnior, que galgou metros sobre o lado direito da defesa encarnada e assistiu o médio da Naval. Cheirava a surpresa.

 

Respondia o Benfica por intermédio de Weldon com dois cabeceamentos certeiros. O primeiro na recarga a um remate de Di Maria. O segundo na sequência de um pontapé de canto na esquerda. Em apenas dois minutos o Benfica igualava o marcador : jogo de loucos !!! A reviravolta ia ser consumada por Di Maria, um enorme quebra-cabeças para as defesas contrárias. Passe a rasgar de David Luiz, que isolou o argentino, e este, cara-a-cara com Peiser, o homem que quase tramava o Benfica na Luz, não foi capaz de impedir a reviravolta do marcador.

 

Ainda antes do intervalo, Helmano Santos, árbitro da partida, equivocava-se, ao assinalar uma suposta falta de Maxi Pereira que não existiu, e mostrava-lhe o cartão amarelo que lhe retirava do derby de próxima jornada. Com cinco minutos jogados no segundo tempo, a locomotiva encarnada chegava ao quarto por Cardozo. Já ninguém se recordava do susto inicial. Os três pontos estavam praticamente conquistados. O Benfica dava mais uma passo rumo ao título. O objectivo está mais perto. Faltam cinco jornadas. O próximo obstáculo no campeonato chama-se Sporting. Antes, haverá um Liverpool - Benfica. 

tags:

publicado por andre--- às 17:32
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Balakov10 a 7 de Abril de 2010 às 15:33
São as cambalhotas, que, curiosamente, nós falamos no "A Outra Visão" ;)

http://aoutravisao.wordpress.com/


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds