Quinta-feira, 6 de Maio de 2010

Ronaldo e mais dez

SEM RONALDO, O REAL JÁ ESTARIA ARREDADO DO TÍTULO

 

Com a Liga Espanhola a caminhar a passos largos para o seu final (faltam duas jornadas) e, carregada de incertezas quanto ao seu vencedor, são poucos ou quase nenhuns, aqueles que discordam das seguintes afirmações : o Real Madrid actual é Ronaldo e mais dez. Sem o internacional português no seu onze, os " Blancos ", já estariam decididamente arredados do título. Ontem, em Maiorca, o antigo jogador do Manchester United, e um dos melhores do panorama actual, voltou a demonstrar a extrema importância que tem no conjunto do chileno Manuel Pellegrini. Voltou a exibir-se a em bom plano.

 

O número nove dos " Galácticos ", apontou o seu primeiro hat-trick com a camisola do Real Madrid, e manteve o Real na corrida (a um ponto do Barça) pelo título de campeão espanhol. O Real como tem sido habitual nos últimos jogos, entrou a perder. Porém, voltou a contar com o talento, a qualidade, a garra, a força e a inspiração do jogador madeirense. Nas últimas duas jornadas (Osasuna e Maiorca), os madrilenos somaram duas vitórias e os respectivos seis pontos, às custas do português. Em apenas dois desafios, Ronaldo apontou cinco golos. É o segundo melhor marcador da equipa com 25, e ocupa o terceiro posto da lista dos marcadores em Espanha. O topo é ocupado por Messi (31 golos). Higuaín, colega de Ronaldo, surge logo a seguir com 26.

 

Como já tinha feito referência por duas vezes, Manuel Pellegrini tem ao seu dispor um plantel desequilibrado. A juntar a isso, a má forma de três dos novos reforços. Xabi Alonso, médio espanhol que trocou o Liverpool pela colosso espanhol, continua sem demonstrar tudo aquilo que conseguiu produzir em Anfield. Kaká, um dos nomes mais sonantes (a par de Ronaldo), tem sido perseguido por várias lesões. E parece não se ter adaptado ainda à forma de jogar da equipa. Benzema, nunca se afirmou e cedo perdeu o lugar no onze. Depois há um conjunto de jogadores que na minha opinião, não tem qualidade suficiente para representar um clube desta dimensão. Casos de : Arbeloa, Garay, Gago ou Granero. O que tem valido ao Real, é a forma soberba do jogador mais caro de sempre da história do desporto rei. É ele quem tem levado a equipas às costas. E vai decidindo jogos. Ontem decidiu mais um.

tags:

publicado por andre--- às 17:30
link do post | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds