Domingo, 22 de Agosto de 2010

E vão três derrotas consecutivas

CAMPEÃO NACIONAL CONTINUA IRRECONHECÍVEL

 

LIGA ZON SAGRES - 2ª JORNADA

 

NACIONAL - BENFICA

 

Não há meio de acertar o passo, o Benfica versão 10/11. Ontem, na Choupana, os encarnados sofreram a " terceira derrota consecutiva ", em jogos oficiais. A primeira, foi diante do grande rival, o Porto, por 2-0, em jogo da Supertaça Cândido de Oliveira. Seguiu-se a segunda (a primeira na Liga), em pleno Estádio da Luz, no jogo de estreia frente aos " estudantes ". A terceira foi averbada na Madeira. O Nacional, que venceu por 2-1, com golos (ambos no segundo tempo) de Luís Alberto e Orlando Sá, festejou o centenário da melhor maneira possível - com um triunfo, que lhe permitiu aceder ao topo da liga com seis pontos. Num jogo em que os guarda-redes das duas equipas foram protagonistas por motivos diferentes. Roberto voltou a comprometer (muitas culpas nos dois golos). Bracalli (um dos que mais admiro em Portugal) mostrou o porquê de ser considerado um dos melhores na sua posição. Arranque prometedor dos insulares.

 

Já o Benfica, permanece na cauda da tabela - ainda não pontuou e já sofreu quatro golos - marcou apenas dois. Carlos Martins apontou o golo (minutos finais) de honra da equipa de Jorge Jesus. A derrota encarnada, que caso o Porto vença hoje em casa o primo-divisionário Beira-Mar, poderá deixar o campeão em título, a seis pontos dos azuis-e-brancos, à passagem da segunda jornada. Recorde-se que o Benfica já somou tantas derrotas esta temporada na Liga, quanto na época anterior. Jorge Jesus, e o Benfica actual, entraram ainda para história do clube pelas piores razões. Há 58 anos que o universo encarnado, não presenciava duas derrotas, nas duas primeiras jornadas do campeonato. O terceiro desaire da equipa, abriu as questões pertinentes que já tinham sido dissecadas no arranque da época oficial. Estará o novo Benfica mais frágil ? Roberto foi a aposta certa ? Valerá ele os tais " 8,5 milhões de euros ? " E Gaitán, está preparado para ser titular ? Foi um bom investimento ? Jorge Jesus deve insistir no 4x4x2, que bons resultados deu no passado ?

 

Assim que as equipas deram o pontapé de saída (com Luisão e Gaitán no onze inicial), o Benfica parecia revigorado, determinado e confiante. Entrou bem no jogo. A busca pelo golo era de tal forma intensa, que a equipa criou boas ocasiões, sem que conseguisse chegar ao golo. A mais flagrante de todas foi desperdiçada de forma escandalosa à passagem do minuto 20, por Gaitán. Com a baliza à sua mercê, atirou por cima da baliza de Bracalli, depois de um bom cruzamento no lado direito. A equipa de Jorge Jesus só não chegou ao intervalo em vantagem por culpa própria. O segundo tempo ficou marcado pela forma desajeitada com que Roberto sai dos postes. Minuto 50 - minuto fatal. Lance de bola parada no lado direito do ataque insular. Cruzamento para a área, Roberto a sair dos postes de forma incompreensível, com Luís Alberto (um dos melhores em campo, a par de Bracalli) a aproveitar da melhor maneira. Vinha ao de cima umas das situações mais frequentes da equipa em 10/11, a pouca eficácia nas bolas paradas.

 

Jorge Jesus terá de rever com urgência a forma de defender da equipa neste tipo de lances. O Benfica continua a sofrer muitos golos, algo anormal, que já transita da pré-época. O segundo golo do Nacional, orientado por Jokanovic, chegou aos 66 minutos de forma caricata, por Orlando Sá, atacante emprestado aos madeirenses pelo Porto. Roberto não conseguiu desviar uma bola que bateu na barra, na sequência de um pontapé de canto, e sobrou para o atacante português, que se limitou a fazer a recarga. Estava dada a " machadada final ". Jorge Jesus ainda fez entrar Jara, e apostou no 4x3x3, mas o Nacional tinha o jogo na mão. Em período de descontos, Carlos Martins, que entrara no segundo tempo, ensaiou com êxito a sua conhecida meia distância. Não havia tempo para mais. O Benfica caia pela terceira vez, em outros tantos jogos. O Nacional em tempo de centenário, ascendia ao primeiro lugar. O próximo adversário do Benfica chama-se Vitória de Setúbal.

tags:

publicado por andre--- às 14:44
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds