Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

Ineficácia do Sporting valeu um ponto ao Leiria

LIGA SAGRES - 28ª JORNADA

 

LEIRIA - SPORTING

 

Leiria e Sporting não foram além de um empate a uma bola no jogo disputado no Magalhães Pessoa. A ineficácia leonina acabou por valer um ponto ao União. O Sporting até entrou bem no jogo, e aos 16 minutos já estava na frente do marcador graças a um golo de Liedson. Na segunda parte, Cássio, o melhor marcador dos leirienses na competição, aproveitou uma falha de marcação dos visitantes e restabeleceu a igualdade no marcador, ao apontar o seu décimo golo.

 

O Sporting apesar de não ter ganho em Leiria, dificilmente deixará fugir a quarta posição. Se logo à noite o Vitória de Guimarães não conseguir bater o lanterna vermelha da prova, o Sporting garante imediatamente o quarto posto. Caso o Vitória vença o Belém, o Sporting manterá cinco pontos de vantagem sobre os vimaranenses e a duas jornadas do fim do campeonato, um ponto será suficiente para segurar a posição actual. Mais longe do objectivo Europa ficou o União de Leiria (35 pontos) que, ao empatar com o Sporting, ficou a três pontos do Nacional, e poderá ficar a cinco do Guimarães.

 

O jogo ficou inevitavelmente marcado pelas inúmeras ocasiões de golo desperdiçadas pelo conjunto de Carlos Carvalhal e pela boa prestação do guarda-redes sérvio de 29 anos Djuricic, que deve representar a Sérvia no Mundial de 2010 na África do Sul. O homem que defende a baliza do Leiria, tem vindo a ser observado nos últimos jogos. O que deixa no ar essa possibilidade.

 

No primeiro tempo houve demérito na forma como a frente de ataque do Sporting deperdiçou oportunidades flagrantes. Os mais perdulários foram Yannick e Liedson. No segundo tempo entrou em acção o sérvio Djuricic, que com um conjunto de intevenções decisivas, impediu a vitória da equipa forasteira e ajudou o União a conquistar mais um ponto frente aos leões. Recorde-se que dos 35 pontos dos leirienses, quatro deles foram obtidos diante do Sporting. Na primeira volta o Leiria tinha surpreendido em Alvalade ao vencer por 1-0. Ontem não venceu, mas voltou a travar o conjunto leonino.

 

Com o objectivo do quarto lugar quase cumprido, a duas jornadas do final da temporada e, com um novo técnico contratado, é altura de começar a defenir e a preparar a próxima temporada. E ao mesmo tempo, olhar para o passado recente, e ver o que falhou esta época (e não só).  A que está a chegar ao fim, não vai deixar grande nostalgia nas hostes leoninas.

tags:

publicado por andre--- às 17:32
link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Abril de 2010

Já cheira a campeão !!!

LIGA SAGRES - 28ª JORNADA

 

BENFICA - OLHANENSE

 

O Benfica regressou às goleadas ontem à noite na Luz, frente ao Olhanense, num jogo em que os visitantes ficaram reduzidos a dez elementos ainda antes dos dez minutos de jogo. Os encarnados venceram o conjunto algarvio por 5-0 e podem ter dado o penúltimo passo rumo ao título, ou quem sabe, o último. O jogo de logo à tarde entre a Naval e o Braga vai dizer se ontem foi dado o penúltimo ou o último passo. Se o Braga não conseguir vencer na Figueira, o Benfica terá dado ontem o último passo, sagrando-se assim o campeão nacional 09/10. Se o Braga vencer a Naval, o Benfica terá dado ontem o penúltimo passo e terá de esperar pelas últimas duas jornadas. Um ponto em seis possíveis será suficiente para a conquista do tão ansiado título de campeão nacional cinco anos depois. Uma certeza: ninguém vai querer perder o jogo da Figueira.

 

Os cinco golos do triunfo encarnado foram apontados por Oscar Cardozo (que fez um hat-trick), Di Maria e Pablo Aimar. O paraguaio foi um dos grandes destaques da noite. Pelo número de golos apontados no jogo de ontem e por ter assumido a liderança dos marcadores, com 24 golos (mais um que Falcao). Os outros destaques foram para Aimar e Di Maria, autores de dois dos golos da vitória e de exibições convincentes. O início de jogo não podia ter começado melhor para os pupilos de Jorge Jesus. O cronómetro marcava apenas três minutos, quando Lucílio Baptista apontou para a marca da grande penalidade. Um cruzamento na esquerda de Weldon, encontrou a mão de Delson pelo caminho. O médio do Olhanense foi punido com a cartolina amarela. Cardozo transformou em golo o castigo máximo.

 

O mesmo Delson, de forma ingénua e incompreensível, à passagem dos nove minutos, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, depois de uma falta dura sobre o argentino Di Maria. Complicando assim as contas da formação algarvia, que a perder desde cedo, ainda se viu reduzida a dez unidades, quando ainda nem se tinham cumprido os primeiros dez minutos de jogo. Aos 18, Di Maria elevou a contagem para 2-0, depois de uma jogada individual, onde o lateral Lionn, jogador emprestado pelo Guimarães, ficou muito mal na fotografia. O lateral do Olhanense foi demasiado passivo na forma como abordou o lance com o número 20 do Benfica. A perder por 2-0 aos 18 minutos e com apenas dez em campo, o jogo ficou quase decidido. Foi com a vantagem de dois golos favorável ao Benfica que o jogo chegou ao intervalo.

 

No segundo tempo a supremacia dos encarnados, empurrados pelo ambiente infernal do Estádio da Luz quase esgotado, manteve-se até final como seria de esperar. E o Benfica marcou por mais três vezes, chegando à goleada. Pelo meio, inúmeros falhanços do conjunto de Jorge Jesus. E mais um recital de Di Maria. O rei das assistências na Liga Portuguesa. Foi graças à sociedade Di Maria/Cardozo, que o Benfica ampliou a vantagem e chegou aos 4-0. Aos 54, passe de letra de Di Maria, encontrou Cardozo, e o paraguaio com Bruno Veríssimo pela frente rematou rente ao poste direito sem hipótese de defesa. Dois minutos depois, Di Maria, na esquerda, cruzou para " tacuara " aumentar a vantagem. O sul americano só teve de encostar. O número sete chegava aos 24 golos na prova, e o Benfica aos 4-0. Aimar, aos 79 minutos fechou a contagem depois de um lance polémico. As várias repetições não são as mais esclarecedoras, no entanto, deixam no ar a ideia, de que o médio argentino poderá ter ajeitado o esférico com a mão, antes de feito o golo. Já cheira a campeão !!! 

tags:

publicado por andre--- às 15:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

A tradição ainda é o que era

LIGA SAGRES - 28ª JORNADA

 

SETÚBAL - PORTO

 

A tradição ainda é o que era, esta será sem dúvida uma das frases mais apropriadas para descrever o triunfo do Porto no Bonfim frente ao Vitória. Há cerca de 27 anos que, os " Sadinos ", não sabem o que é ganhar ao Porto no seu Estádio em confrontos para o campeonato. A tradição manteve-se ontem ao final da tarde em Setúbal, com a goleada (5-2) imposta pelos azuis-e-brancos, ao conjunto orientado por Manuel Fernandes.

 

O jogo ficou ainda marcado pelo bis de Falcao, que aumentou para 23 o número de golos na Liga. O mesmo Falcao, viu o cartão amarelo que o retira do grande clássico da próxima jornada. Quem não gostou da acção disciplinar de Pedro Henriques (juiz do encontro) ao colombiano, foi Jesualdo Ferreira que, depois dos protestos, foi expulso pelo árbitro do desafio. Final de encontro algo conturbado ontem em Setúbal.

 

Neste jogo, além de Falcao (bisou), também marcaram Maicon (jogou no lugar do castigado bruno Alves), Guarín e Belluschi. O médio colombiano que parece estar a atravessar a melhor fase da temporada, tem andado de pé quente na recta final da época, e ontem apontou o seu quarto golo na competição. Média superior aquela que tinha sido atingida na sua primeira época de dragão ao peito. Recorde-se que na temporada transacta Guarín tinha apontado apenas um golo no Campeonato.

 

O triunfo no Bonfim permite ao Porto aproximar-se do Sporting de Braga, que joga mais logo na Figueira diante da Naval 1º de Maio. Os portistas estão agora a dois pontos do segundo classificado da prova. O jogo entre a Naval e o Braga será de duplo interesse. Em caso de derrota ou até mesmo empate, o Benfica sagra-se matematicamente campeão nacional. O que também faz com que os barcarenses percam pontos na luta pelo segundo posto. Lugar que dá acesso à terceira pré-eliminatória da Liga Milionarária. Caso o Braga vença, o Benfica adia a festa para as última duas jornadas, e o Porto fica assim mais longe da segunda posição. Jogo com vários motivos de interesse.

 

Os primeiros 45 minutos ficaram marcados por duas falhas clamorosas da equipa da casa, aproveitadas da melhor maneira pelo ainda campeão nacional. Dois pontapés de canto, deram a oportunidade ao Porto de se colocar em vantagem. O primeiro, logo aos 14 minutos. Falcao, solto de marcação, só teve de fazer o que lhe competia : atirar para o fundo das redes de Nuno Santos. O segundo, foi por intermédio de Maicon. O central brasileiro ganhou ao outro central (Ricardo Silva, que passou pelo Porto), o do Vitória, e de cabeça, apontou o segundo dos visitantes. O Porto ia para o descanso em vantagem. O setúbal até tinha dado a idéia de ter entrado bem no jogo.

 

No segundo tempo, a perder por 2-0, e a precisar de pontos, os " Sadinos ", reduziram logo aos 51 minutos, graças ao brasileiro Henrique. Ele que tem sido o substituto do melhor marcador da equipa : keita. Durou pouco tempo a reação do Vitória. Sete minutos depois, Guarín aumentou para 3-1. Aos 71 minutos, foi a vez de Belluschi fazer o gosto ao pé, colocando um ponto final no desafio. Henrique voltou a marcar, bisando do jogo aos 90 minutos. Já não havia muito para jogar. Mas, ainda assim, Falcao apontou mais um golo. O seu segundo no desafio (23ª na Liga), quinto do Porto no duelo.

tags:

publicado por andre--- às 14:49
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Abril de 2010

O melhor jogador que vi jogar até hoje

UM DIA ALGUÉM LEMBROU-SE DE LHE CHAMAR " O FENÓMENO "

 

Tenho sido um privilegiado por ter visto actuar jogadores como : o Zidane, o Fenómeno, o Ronaldinho, o Kaka, o Ronaldo ou o Messi (entre outros), é mesmo um grande privilégio. Actualmente, não há dúvida, de que, o melhor, é mesmo Lionel Messi. Mas, para mim, o  " Fenómeno " foi o melhor jogador que vi jogar até hoje. Tenho pena que ele se tivesse lesionado com gravidade em Itália. Aquela lesão pôs fim à sua carreira ao mais alto nível.

 

Quem acompanhou o seu trajecto sabe que o canarinho ainda tinha muito para dar e mostrar aos amantes do desporto rei. Ronaldo Luís Nazário de Lima, mais conhecido por Ronaldo, quando estava no seu auge (PSV, Barcelona, e os primeiro tempos no Inter), era qualquer coisa de invulgar.

 

Quando se encontrava na sua plenitude a nível físico e psicológico ... era um autêntico " Fenómeno ". Força, capacidade física, técnica, velocidade e finalização, faziam dele o jogador mais explosivo que já vi. Depois do seu aparecimento, passou-se a usar com mais frequência, a palavra explosão. Eu sei, o Messi é fantástico, o Zidane também o foi, mas o Fenómeno era o Fenómeno. O melhor que vi até hoje. Fenomenal !!! 

tags:

publicado por andre--- às 14:53
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds