Terça-feira, 16 de Junho de 2009

Brasil e Italia vitoriosos no grupo B

Depois da estreia vitoriosa da selecção Espanhola na taça das confederações, foi a vez de os outros dois pesos pesados terem entrado em campo. Brasil e Itália, que estão inseridas no mesmo grupo, o B, também iniciaram a prova com triunfos. Os Brasileiros venceram os Egípcios por 4-3. Já os actuais campeões do mundo, os Italianos, bateram os Estados Unidos por 3-1.

 

O Brasil de Carlos Dunga, foi a primeira das duas selecções a entrar em campo, pela frente, o Egipto. A partida teve um inicio louco, com apensa 19 minutos de jogo, já se tinha marcado três golos. Começou melhor o Brasil, marcou aos 5 minutos por Kaka, o novo reforço do Real Madrid. Empatou a selecção Africana, aos 9 por Zidan, aos 12, Luís Fabiano colocou a selecção sul americana de novo em vantagem. Aos 37, Juan, o central da Roma, ampliou a vantagem,  e assim se chegou ao intervalo.

 

Quem acompanhava a partida, terá pensado, o Egipto, pouco ou nada poderá fazer nesta segunda parte ! Puro engano ! Os africanos vieram transfigurados para a segunda metade, e em pouco mais de 10 minutos, empataram o jogo a três. Rubricaram uma bela segunda parte, e não mereciam perder este jogo, por tudo aquilo que fizeram no segundo tempo, perante uma selecção Brasileira sem grandes ideias, que pensou, que poderia vencer facilmente. Já em período de compensação, um defensor Africano, corta claramente o remate de um jogador canarinho com o braço, em cima da linha de baliza, que recebeu o consequente cartão vermelho. Kaka encarregou se de transformar em golo, oferendo a primeira vitoria ao Brasil na competição.

 

Na outra partida, a campeã do mundo Itália, ainda esteve em desvantagem frente aos Norte Americanos, mas acabou por dar a volta ao marcador rapidamente. Landon Donovan, um dos bons valores desta selecção, o melhor jogador daquele pais nos últimos anos na minha opinião, colocou a sua equipa a vencer, sobre o final da primeira parte, graças a uma grande penalidade. No segundo tempo, o técnico Italiano, mexeu na equipa, e viu a Squadra azzurra, marcar por 3 vezes. Rossi, que saiu do banco, foi mesmo a arma secreta, ao apontar dois dos três golos. De Rossi, médio da Roma também marcou.

tags:

publicado por andre--- às 17:28
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds