Quinta-feira, 9 de Julho de 2009

As 10 maiores transferencias de sempre

Numa altura em que as equipas começam a regressar ao trabalho, os grandes destaques do desporto rei, ainda continuam a ser as transferências. São elas que preenchem as manchetes dos jornais, e que ocupam a imprensa desportiva, um pouco por todo o continente europeu. Dão que falar, algumas por serem polémicas, pelos valores exorbitantes envolvidos, outras por serem surpreendentes. As entradas e saídas, são sempre motivo de grande interesse. Durante meses são elas que alimentam a actualidade desportiva. Fazem sonhar os adeptos, os técnicos, e ate os dirigentes.

 

Há várias décadas que o futebol entrou numa nova era, a era dos milhões. Das grandes transacções, dos grandes contratos, das grandes receitas, dos grandes investimentos. O futebol ao longo dos anos foi se tornando num negocio multi milionário. É certo que o futebol sempre movimentou bastante dinheiro, não fosse ele o desporto rei. No entanto nas ultimas duas décadas, as coisas foram ganhando grandes proporções, impensáveis ate. Foram se batendo recordes, atrás de recordes : contratos publicitários, salários, transferências, merchandising, direitos televisivos, direitos de imagem, etc. O futebol entrou numa fase milionária. 

 

Hoje em dia, alguns clubes chegam a pagar pelo passe de um jogador de futebol autênticos balúrdios. A grande revolução teve inicio na década de 90. A partir desse período, os valores foram sempre a subir. Em 1990, Roberto Baggio trocava a Fiorentina pela Juventus por 2 milhões e seiscentos mil contos. Apenas dois anos depois, Lentini trocava o Torino pelo Milan, quase pelo dobro do valor anterior. Em 1999, outro Italiano, Vieri, mudava se da Lazio para o Inter, com o valor mais uma vez a ficar perto de duplicar. Na decada de 2000, os valores iriam voltar a disparar, e em pouco menos de 9 anos, quase que duplicaram.

 

Um dos homens que revolucionou por completo o mercado, foi o actual presidente do Real Madrid, Florentino pezez. Quando ele chegou à presidência do clube pela primeira vez no ano de 2000, a maior transferência pertencia ao Argentino Hernan Crespo, tinha este trocado o Parma, pela Lazio de Roma, a troco de 51 milhões de euros. O líder merengue, não perdeu tempo e iniciou a era Galáctica. A sua primeira compra foi o Portugues Luis Figo, tendo o Real pago ao seu maior rival, mais de 61 Milhões de euros, tornando desde logo, a maior transferencia de sempre, e uma das mais polemicas da historia. Foi a maior durante um ano, ate o presidente voltar a fazer das suas, com a compra do Frances Zidane na epoca seguinte. Este ano Florentino Pezes regressou ao cargo, e voltou a comprar os melhores. Seguiram se Kaka, e Cristiano Ronaldo, que passou a ser o numero um da lista das maiores transferencias de sempre.

 

As 10 maiores transferencias da historia do futebol :

 

10 - Mendieta - Valencia » Lazio - 44.900.000 - 2001

9   - Shevchenko - Milan » Chelsea - 45.000.000 - 2006

8   - Vieri - Lazio » Inter - 45.300.000 - 1999

7 - Ferdinand - Leeds » Manchester United - 40.000.000 - 2002

6 - Buffon - Parma » Juventus - 46.800.000 - 2001

5 - Hernan Crespo - Parma » Lazio - 51.200.000 - 2000

4 - Luis Figo - Barcelona » Real Madrid - 61.500.000 - 2000

3 - Kaka - Milan » Real Madrid - 65.000.000 - 2009

2 - Zidane - juventus » Real Madrid - 73.500.000 - 2001

1 - Ronaldo - Manchester United » Real Madrid - 94.000.000 - 2009


publicado por andre--- às 17:15
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Rui Lança a 9 de Julho de 2009 às 21:11
Já não me lembrava dessa do Mendieta. Gostava tanto dele. Depois foi para o Midlesbrough, não foi? Talvez das 10 aqui referidas o maior flop...mas no Valência era um senhor jogador.


De andre--- a 9 de Julho de 2009 às 22:08
Por acaso nunca foi um jogador que me dissesse muito. Na altura que fez parte daquela grande equipa do valencia, preferia o claudio lopez, que tambem se transferiu para a Lazio, um ano antes dele.

Antes de se mudar para Inglaterra, para representar o Middlesbrough, ainda regressou a Espanha para jogar no Barcelona. Por emprestimo. Depois acabou mesmo por ficar Inglaterra a titulo defenitivo.

E dificil dizer se foi o maior flop. Tanto ele como o Sheva, deixaram muito a desejar. Ha uns meses atras fizeram uma votacao sobre quem tinha sido o maior fracasso da historia da liga inglesa, e o Ucraniano foi o mais votado.

No valencia era indispensavel. Sinceramente penso que tinha muito a ver com o sistema de jogo que a equipa usava na altura.

Era optimo nos lances de bola parada.

Abracos.

Andre




Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds