Domingo, 13 de Setembro de 2009

Vingada a derrota da época passada

Pode-se dizer que o campeão nacional Porto, recebeu e venceu o Leixões de José Mota por 4-1, no dragão, com facilidade e, vingou a derrota da temporada anterior. O resultado foi construído ainda no primeiro tempo. Nem foram precisos 45 minutos, em pouco mais de meia hora, o campeão já tinha construído uma vantagem confortável de três golos : Varela ; Hulk e Rolando. Perto do intervalo marcou mais um por intermédio do Colômbiano Falcao, chegando aos 4-0 com relativa facilidade. Pouga, aos 71 minutos apontou o tento de honra da formação de Matosinhos. O Porto subiu ao topo da classificação e, vai ficar à espera dos resultados de Braga e Benfica.

 

O triunfo azul e branco não merece qualquer dúvida, porém, a história do jogo até podia muito bem ter sido outra. É que o conjunto de José Mota entrou bem na partida, criando logo duas situações de algum perigo e, se tivesse marcado o resultado podia ter sido diferente. No entanto, os momento iniciais do Leixões foram sol de pouca dura, até porque esta equipa anda bem longe daquilo que fez na temporada passada. Mais ou menos por esta altura, frequentava os lugares cimeiros da classificação e, até tinha vencido no dragão por 3-2.

 

Hulk que tinha acabado de cumprir castigo (dois jogos) regressou ao onze inicial, mas quem deslumbrou foi o lateral esquerdo Uruguaio Álvaro Pereira, autor de uma magnifica exibição, provavelmente a melhor até à data com a camisola azul e branca. O sucessor do Francês Cissokho, teve origem em três dos quatro golos da equipa da casa.

 

Depois da vantagem alcansada nos primeiros 45 minutos, a equipa relaxou na segunda metade e passou apenas a controlar o jogo e a gerir o resultado. Algo que não agradou aos adeptos Portistas. Destaque para Falcao, melhor marcador da Liga com 4 golos em 4 jogos. Registro que permitiu ao antigo ponta de lança do River Plate, ultrapassar Mccarthy, que tinha marcado em 3 jogos consecutivos, na era de Mourinho.

 

O Leixões continua em queda livre, ainda não conseguiu vencer e, sente em demasia a falta de um conjunto de jogadores que na temporada transacta foi fundamental para a surpreendente prestação do clube na Liga principal. José Mota ainda não conseguiu encontrar alternativas a nomes como : Beto ; Vasco Fernandes ; Bruno China ; Roberto Sousa ; Chumbinho ou Wesley. 

tags:

publicado por andre--- às 14:29
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Desertor - com ou sem raz...

. Witsel é um luxo

. Um olhar sobre os candida...

. Fará Luisão assim tanta f...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Liga Europa - O adversári...

. Um ponto final na maldiçã...

. Liverpool no caminho do B...

. Só resta a Taça da Liga

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds