Quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

A noite perfeita de Moisés

CENTRAL CANARINHO MARCOU E FOI ESTEIRO DA DEFESA

 

CHAMPIONS LEAGUE - 4ª JORNADA/GRUPO H

 

PARTIZAN - BRAGA

 

Com a segunda vitória (ambas diante do Partizan) consecutiva na fase de grupos da prova, o Braga garantiu no mínimo, uma participação nos 16 avos de final da Liga Europa, competição que conta também com Porto e Sporting. O grande responsável por manter vivo o sonho do Braga no apuramento para os oitavos-de-final da liga dos milhões, foi o defesa central canarinho Moisés, que com um golo ainda na primeira parte (minuto 35), na sequência de pontapé livre, permitiu que os " guerreiros do Minho " somassem mais três pontos importantíssimos. O capitão do Braga não só marcou um grande golo de cabeça, como também realizou uma exibição de encher o olho.

 

Para que a jornada tivesse sido perfeita, só faltou mesmo a vitória do Arsenal na Ucrânia, o que não aconteceu. Os ingleses foram surpreendidos pela formação ucraniana e perderam por 2-1, resultado que complica as contas do Braga. Recorde-se que o conjunto português irá discutir uma presença na próxima fase com o Shakhtar, que havia ganho em Braga na segunda jornada. A formação de Lucescu, com o triunfo caseiro sobre o Arsenal, aumentou para nove o número de pontos (mais três que o Braga) no grupo H.

 

O Braga não se deixou intimidar pelo ambiente infernal do Partizana e foi quase sempre a equipa mais perigosa, perante um Partizan que quase nada fez para discutir o marcador, ou uma presença na Liga Europa. Foi sempre uma equipa desinspirada, macia, pouco aguerrida, e sem qualidade para se bater na alta roda do futebol europeu. Com uma noite mais feliz do Braga, e uma maior concentração do seu sector ofensivo, os bracarenses podiam ter alcançado um resultado mais confortável. A duas jornadas do final da primeira fase da prova, o Partizan irá jogar para cumprir calendário.

tags:

publicado por andre--- às 19:36
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Novembro de 2010

Da goleada ao susto

ENCARNADOS SOFRERAM TRÊS GOLOS EM QUINZE MINUTOS

 

CHAMPIONS LEAGUE - 4ª JORNADA/GRUPO B

 

BENFICA - LYON

 

Depois de duas derrotas consecutivas na fase de grupos da liga milionária, os encarnados regressaram aos triunfos (4-3) na recepção ao comandante do grupo B, os franceses do Lyon. Triunfo que volta a colocar a equipa da Luz na luta pela próxima fase da competição. Frente ao Lyon, o Benfica realizou a melhor exibição da temporada. Chegou a estar a vencer por 4-0, mas de forma incompreensível permitiu que os visitante fossem reduzindo a desvantagem.

 

A equipa de Claude Puel fez três golos em apenas pouco mais de 15 minutos. Com uma vantagem demasiado confortável, a quinze minutos do fim e, com um clássico à vista, os pupilos de Jorge Jesus tiraram o pé do acelerador, o próprio Jorge Jesus decidiu dar descanso a alguns jogadores, e foi o que se viu, da goleada à vantagem mínima. Exibições de grande nível de Fábio Coentrão (dois golos) e de Carlos Martins (quatro assistências). Além do bis de Coentrão, também Kardec e Javi Garcia marcaram frente aos franceses.

 

O Lyon até foi a primeira equipa a colocar a bola dentro da baliza de Roberto por duas vezes. No primeiro lance o golo é bem invalidado por fora-de-jogo. Enquanto que no segundo há uma mão na bola. Os encarnados responderam às ameaças francesas com o golo inaugural de Alan Kardec. Um lance de bola parada permitiu que o jogador brasileiro se estreasse a marcar (de cabeça) na Champions. O segundo foi da autoria de Fábio Coentrão. Um contra-ataque mortífero, com Carlos Martins a deixar para Coentrão, que com um remate de primeira aumentou a vantagem.

 

Perto do intervalo novo lance de bola parada a dar o terceiro ao Benfica. Javi Garcia a marcar na sequência de um pontapé de canto. Lloris muito mal batido. Minuto 65, Fábio Coentrão voltou a brilhar com um chapéu sobre o guarda-redes internacional gaulês, e deixou o Benfica a um passo da vitória. Porém, o Benfica relaxou, e foi surpreendido. Sofreu três golos e apanhou um valente susto no último quarto de hora.

tags:

publicado por andre--- às 19:25
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

Derrota em França complicou as contas do grupo

ROBERTO FOI O MELHOR DOS ENCARNADOS

 

CHAMPIONS LEAGUE - 3ª JORNADA/GRUPO B

 

LYON - BENFICA

 

Ao perder por 2-0 em França diante dos franceses do Lyon, o Benfica somou a sua sexta (em doze jogos) derrota, tantas como em toda a época passada. Números que mostram bem a diferença entre o Benfica que venceu dois troféus (Taça da Liga e Campeonato) e o Benfica actual. Além da derrota, a equipa realizou uma partida bastante fraca. Foi provavelmente a pior exibição da época. O desaire em solo francês retirou margem de erro à equipa de Jorge Jesus, obrigando-a a vencer os dois desafios que ainda tem para fazer na Luz. E, mesmo assim, poderá não chegar. Jimmy Briand e Lisandro Lopez (apontou o seu quarto golo ao Benfica), decidiram o jogo, e permitiram ao emblema gaulês somar a sua terceira vitória no grupo.

 

O Lyon, que tem passado por dificuldades na Liga Francesa, está practicamente apurado para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. O Benfica até nem começou mal o encontro. As coisas complicaram-se quando a equipa, de forma inesperada, começou a falhar demasiados passes em zonas perigosas. Foi uma desconcentração de Carlos Martins que tramou a equipa portuguesa. Uma perda de bola incompreensível, permitiu ao Lyon chegar ao golo por Briand - uma das caras novas para esta época. Tudo começa com uma desconcentração (mais uma) de Luisão, que permite a Michel Bastos ficar com a posse de bola, este decide arriscar o remate, e a bola esbarra no poste, e acaba por chegar a Carlos Martins que se deixa-se antecipar por Gourcuff.

 

O internacional francês, um dos melhores em campo colocou em Bastos e este cruzou para Briand marcar de cabeça.Tudo se complicou ainda mais quando o Benfica ficou reduzido a dez elementos por expulsão do argentino Gaitán. Uma situação em que qualquer treinador levaria as mãos à cabeça certamente. É impensável que um jogador veja dois cartões amarelos em pouco mais de 41 minutos. Sendo ele médio/avançado : é impensável. Não pode acontecer. A pouca eficácia dos atacantes do Lyon e a bela exibição de Roberto, impediram que a noite do Benfica no Gerland fosse de pesadelo. Com a equipa muito apagada, demasiado desconcentrada, e com apenas dez elementos, a derrota era quase uma certeza.

 

Minuto 50, golo do lyon. Lisandro à boca da baliza desfez todas as dúvidas e matou o jogo. Curiosamente, a jogada do segundo golo também nasce de uma bola no poste, rematada por Briand, que conseguiu ficar com a posse de bola na sequência do remate, e assistiu Lisandro, que de forma inacreditável teve todo o tempo do mundo. Rematou uma vez, Roberto defendeu, caiu (Lisandro) levantou-se e fez a recarga vitoriosa. Teve tempo para tudo, com Luisão a chegar tarde demais. Destaque pela negativa para o espanhol Javi Garcia. Provavelmente a pior unidade em campo, das que fizeram os noventa minutos. Indecisão e alguma falhas na altura de fazer os passes. Muito lento nas compensações. Não conseguiu dar à equipa aquilo que ele precisava. Maxi também teve uma noite infeliz. Roberto foi o melhor em campo : quem diria !

tags:

publicado por andre--- às 17:31
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Outubro de 2010

Primeira vitória na fase de grupos relança Braga

LIMA ABRIU CAMINHO COM UM GOLAÇO

 

CHAMPIONS LEAGUE - 3ª JORNADA/GRUPO H

 

BRAGA - PARTIZAN

 

Lançado de início por Domingos Paciência na recepção ao Partizan, o atacante brasileiro Lima (carrasco do Sevilha), ex Belenenses, abriu caminho ao primeiro triunfo do vice-campeão nacional da fase de grupos da Liga Milionária. Um livre directo a trinta metros da baliza do velho conhecido Stojkovic (guarda-redes que ainda pertence aos quadros do Sporting), cobrado de forma exemplar, foi preponderante na vitória caseira dos minhotos, que deram um passo importante. O guardião sérvio ainda tocou no esférico, mas de forma insuficiente. Levava mesmo o selo de golo. 

 

Com esta vitória, totalmente justa, os arsenalistas colocaram-se na terceira posição com três pontos. Menos três que a formação ucraniana, e mais três que o Partizan. O triunfo só ficou consumado aos 90 minutos, com um tento de Matheus. No outro jogo do grupo o Arsenal goleou o Shakhtar por 5-1, e ficou practicamente apurado. A luta pelo segundo posto será entre ucranianos e portugueses - como já se previa. Além de continuar na luta pelos oitavos-de-final, este triunfo permitiu também ao clube português chegar à módica quantia de " dez milhões de euros " com a participação na prova.

 

Uma das grandes surpresas da noite foi a aposta de Domingos Paciência num sistema de jogo totalmente diferente daquele em que a equipa vinha adoptando nos últimos tempos. Apesar da vitória, o técnico do Braga não foi muito bem sucedido com a escolha que fez. O Braga iniciou o encontro com quatro jogadores que caris ofensivo : Paulo César/Alan/Matheus/Lima. O meio-campo ficou entregue ao duplo pivot defensivo, composto por Vandinho e Andres Madrid. Sem um médio que fosse capaz de pensar o jogo da equipa, de segurar e gerir a posse de bola, a equipa sentiu sempre muitas dificuldades na zona de criação.

 

As equipas encaixaram uma na outra desde cedo e o equilíbrio foi nota predominante no desafio. O futebol tem destas coisas, o Braga realizou um jogo bem melhor diante do Shakhtar, mas como se viu falhou na finalização e acabou derrota por 2-0. Ontem, sem que se tenha superiorizado ao seu adversáriono sentido da palavra, acabou por ganhar, porque fez dois golos. O Braga é claramente superior, mas não conseguiu demonstrar essa superioridade. Um livre de bola para e um contra-ataque bem desenhado foram responsáveis pelo desequilibrio. A ausência de jogadores como Hugo Viana ou Mossoró retiram qualidade à equipa no último terço do terreno.

tags:

publicado por andre--- às 17:33
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Guerreiros do Minho caira...

. Derrota na despedida

. Benfica falha a próxima f...

. Tudo em aberto

. A noite perfeita de Moisé...

. Da goleada ao susto

. Derrota em França complic...

. Primeira vitória na fase ...

. A maldição germânica

. Pyatov e Luiz Adriano tra...

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

origem
SAPO Blogs

.subscrever feeds